Docente defende tese de doutorado

Publicado em: 09-03-2020

No dia 27 de fevereiro, a professora da Faculdade de Administração da Universidade de Rio Verde – UniRV, Ma. Janaína Cabral da Silva defendeu sua tese de doutorado “Ensaios sobre Investimento Direto Estrangeiro: determinantes e efeitos sobre a indústria”, pelo Programa de Pós-Graduação em Economia do Instituto de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia. A banca foi composta pelos docentes Drª. Camila do Carmo Hermida (FEAC-UFAL); Dr. Célio Hiratuka (UNICAMP); Dr. Cleomar Gomes da Silva (PPGE-UFU) e Drª. Michele Polline Veríssimo (PPGE-UFU). E o trabalho foi orientado pela professora Drª. Ana Paula Macedo de Avellar (PPGE-UFU).
 
Resumo da tese de doutorado
 
A tese é segmentada em três Ensaios, cujo objetivo geral é identificar os principais fatores determinantes do Investimento Direto Estrangeiro (IDE) e os efeitos deste investimento sobre a eficiência produtiva em setores selecionados da indústria brasileira. No Ensaio I, realiza-se uma revisão sistemática, por meio da aplicação da técnica de Análise de Meta-Regressão (MRA), para sintetizar evidências literárias que buscam detectar os principais determinantes da atração do IDE nos países receptores e avaliar como as diferentes estratégias empíricas, aplicadas nas pesquisas desenvolvidas, podem influenciar nos resultados dos estudos. As evidências encontradas sugerem que o impacto dos fatores considerados determinantes do IDE na literatura dependem das diversas estratégias empíricas adotadas pelo pesquisador, das variáveis utilizadas e do espaço de análise.
 
 No intuito de detectar os principais fatores determinantes do processo de decisão de IDE por parte dos agentes econômicos no Brasil, o Ensaio II adotou como estratégia empírica de análise a técnica de estimação GLM (Generalized Linear Models). Os resultados encontrados permitem identificar que os salários e remunerações do setor de atividade industrial e o valor da transformação industrial possuem uma relação positiva com o volume de IDE atraído para as atividades econômicas industriais no Brasil ao longo do período de análise (2007-2017). No Ensaio III, examina-se os efeitos provocados pelos fluxos de IDE recebidos sobre o nível de eficiência produtiva das atividades econômicas industrias, viabilizado por meio da aplicação de uma abordagem quantitativa em dois estágios.
 
O primeiro estágio avalia a produtividade relativa das atividades industriais consideradas com uso da técnica DEA-CCR de Análise Envoltória de Dados. Em seguida, aplica-se o indicador de eficiência produtiva calculado como variável dependente na abordagem econométrica empregada, cuja técnica de estimação Tobit constitui-se enquanto modelo de referência para a mensuração de impacto do IDE na produtividade industrial brasileira. Observa-se que o IDE recebido tende a afetar positivamente o nível de produtividade industrial em todas as medidas utilizadas.
 
 
Foto: Faculdade de Administração